História

Foto: Brigida Brito

São Tomé e Príncipe foi descoberto e colonizado por Portugal no final do século 15(séc XV). O Português começou com o uso de trabalho escravo para produzir açúcar nas ilhas e em meados da década de 1500 foi África o maior exportador de açúcar. No sector do açúcar do século 19 (séc XIV) foi substituído por plantações de café e cacau nas (roças) detidas por grandes empresas de Portugueses em 1908 e São Tomé e Príncipe tornou-se o maior produtor mundial de cacau, que ainda é a cultura mais importante do país.

Mesmo que Portugal oficialmente aboliu a escravidão em 1876, o sistema de roças continuou a obra de abuso no século 20. Isso levou a um surto de rebeliões em 1953 o "Massacre de Batepa", onde muitos trabalhadores foram mortos em confronto com os seus governantes Portugueses.

Quando o ditador Português Marcelo Caetano foi derrubado na Revolução dos Cravos em 1974, Portugal comprometeu-se a dissolver as suas colónias ultramarinas, em São Tomé e Príncipe o partido MLSTP (Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe) negociou com a autoridade de Português e elaborado um acordo para a transferência de soberania. São Tomé e Príncipe conseguiu a independência em 12 de Julho de 1975.

Com a implantação do sistema multipartidário em 1991,realizou-se em São Tomé e Príncipe a primeira eleição justa e democrática.

Escrito por
Wikipédia